domingo, 5 de janeiro de 2020

Da Caixa Pra Fora com Eduardo Brechó na Radio Mixtura

Todas as Terça feira 2020
Ao vivo! Das 19h até as 20h
Podcast Da Caixa Pra Fora com Eduardo Brechó na Radio Mixtura
ESCUTA AI

sexta-feira, 3 de janeiro de 2020

Roberta Oliveira & O Bando de Lá lançam vídeo clipe com a musica Oya oya de Chico Saraiva e Delcio de Carvalho

O video clip esta lindo veja com seus próprios olhos



FICHA TÉCNICA

Congas, Atabaque e Efeitos: Binho Geronimo
Xequerê: Monalisa Madalena
Agogo e Surdo: Monica Silva
Caxixi e Ganzá: Charles Quitute
Violão 6 aço e nylon: Matheus Nascimento
Cavaco: Parcio Anselmo
Violão 7: Luiz Ribeiro
Trombone e Bombardino: Allan Abbadia
Flauta e Sax Alto: Walter Pinheiro
Flughel: Marco Stoppa
Baixo: Alex Barbosa
Chimbal: Gabriel Spazziani
Palmas: Roberta Oliveira, Monica Silva, Luiz Ribeiro, Binho Geronimo,Monalisa Madalena e Matheus Nascimento
Coro: Laura Guellere, Ligia Fernandes, Monica Silva, Luiz Ribeiro, Matheus Nascimento e Gabriel Spazziani
Arranjo Base: Matheus Nascimento
Arranjo Sopros: Allan Abbadia
Produzido na Casa da Lua Áudio

Equipe Técnica
Coleta Filmes: Allan Lima, Bruno Ramos, Lazaro Eduardo
(Direção de Fotografia/Montagem)
Assistente de Câmera: Daniela de Oliveira
Direção de Arte: Simone Batata
Figurino: Danielle Tereza Arruda
Produção Geral: Matheus Nascimento
Apoio: Camisaria Tereza
Studio InBlue  Brazil
Casa Barbosa

quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

Roberta Oliveira & O Bando de Lá

Roberta Oliveira & O Bando de Lá revelam através desse show o mais tradicional cenário paulista do Samba no Carnaval. Sambas de quadras, sambas de rodas e grandes compositores convidam você a cair.na folia com a voz marcante de Roberta e a cadência da batucada Mavambo formada por Mônica Silva, surdo; Binho Gerônimo, congas e tantan e Monalisa Madalena, pandeiro. Além da percussão a harmonia emocionante fica a cargo de.Luiz Ribeiro, violão de 7 cordas, Parcio Anselmo, cavaco e Matheus Nascimento no violão de 6 cordas e.na direção musical.

Baile da Saudade

1.Sábado não dá,  Jorge Costa

2. Saudosa Maloca,  Adoniran Barbosa

3. Tristeza do Sambista, Adoniran Barbosa 

4. Volta por cima, Paulo Vanzolini

5. Triste Madrugada, Jorge Costa 

6. Lábios de Mel, Zelão

7. Trem das Onze, Adoniran Barbosa

8. Ora Bravo, Henricão 

9. Marambaia,  Henricão 

10. O sol nascerá, Cartola 

11. Chega de Saudade, Vinicius de Moraes 

12. Desde que o samba é  samba, Caetano Veloso

13. Velho Ateu, Eduardo Gudin e Roberto Roberto

14. Praça 14 Bis, Eduardo Gudin 

15. Finado José, Paulo Vanzolini

16. Outro Amor, Waldir da Fonseca

17. Gostoso Veneno, Nei Lopes 

18. Cadência do Samba

19. Não deixe o samba Morrer

20. Tendência,  Ivone Lara

Cocomelo Coletivo

Cocomelo Coletivo é um grupo formado por mulheres e amigas, que se reuniram no propósito de fazer uma única apresentação no aniversário de uma amiga em junho de 2015 na cidade de Paranapiacaba. Mas no primeiro ensaio viu-se que foi impossível se fazer uma única apresentação. Daí nasceu o Cocomelo.  Grupo  de Coco,  manifestação popular que veio do nordeste do pais. O estado do Brasil de referência para os estudos do grupo é Pernambuco.

Todas a integrante tem um apreço especial pela manifestação. O grupo realiza seus estudos de forma independente. Possui repertório próprio, mas não deixa de fazer cocos tradicionais, pois são a inspiração do grupo.
O Cocomelo Coletivo tem como missão a proliferação do Coco pelas periferias da Capital Paulistana e cidades do interior do Estado de São Paulo.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Festival Percurso 2019

É um grande orgulho de fazer parte desta historia Festival Percurso 2019 Ano 6
15 Dezembro Praça do Campo Limpo SPeriferia_Brasil
O convite que o Festival Percurso 2019 faz para todes é olhar para as nossas Raízes.
A nossa História!
Antes que querer saber onde vamos chegar precisamos saber da onde nós onde a gente veio.
Tenha orgulho da sua Quebrada,
do seu terreiro, da sua casa! Da sua Família!
A programação está incrível!
Aproveitemos para agradecer todos os apoiadores e patrocinadores que tornaram esse sonho em realidade, agradecemos também tod@s @s trabalhadorxs e empreendedorxs do Festival Percurso.
Periferia Quer Paz Lazer E Cultura!
Teremos na nossa grade de programação
Rael, Sarau do Binho, DJ Vivian Marques, Z'África Brasil - Convida Thiade, Kelly Neriah e Cúpula Negredo, Maracatu Baque Mulher/SP part. Cris SNJ, Ó do Forró, Tia Nice, Aderbal Ashogun, Mestre TC Casa Tainã, TSP A Batalha e Projeto +Rap, Velha guarda do Bloco Beco
Ajayô Samba do Monte convida Raquel Thobias part Silvio Modesto, Pataxó Hã hã Hãe, Aldeia Tenondé Porã, Casa de Cultura Fazenda da Roseira, ATS Kung Fu Garra de Águia Lily LauBel Coelho, Zinho Trindade

LINK DO EVENTO


terça-feira, 19 de novembro de 2019

Aláfia lança seu quarto disco, “Liturgia Sambasoul”

Material para Download 
Aláfia lança seu quarto disco, “Liturgia Sambasoul”

Com sonoridade inspirada no sambasoul dos anos 70 somado à espiritualidade afro-brasileira e a música urbana, Aláfia lança seu quarto registro de estúdio: “Liturgia Sambasoul”.

Integrando 13 faixas que cantam com leveza sobre esperança e união, o disco tem roupagem contemporânea e exclusiva.

Entre as participações especiais, Carlos Dafé e Sueide Kintê. Figurando as principais influências e inspirações do projeto, potências como Tim Maia, Luiz Melodia, Luis Vagner, Tânia Maria, Tássia Reis, Leci Brandão, Les Etoiles, Dom Salvador, Racionais, Moacir Santos, Miles Davis e Milton Nascimento.

Cada vez mais afirmativos de si, o grupo não só agrega como, também, propõe uma dimensão mais afetuosa de sua luta em “Liturgia Sambasoul”.

“O afeto é, mesmo, o nosso feitiço. E esse é o nosso som. A mensagem é muito mais sobre agregar do que dividir. Sempre somos guiados pelo passado e reinterpretamos o nosso presente. Aprendemos muito com os que vieram antes.
Aláfia, hoje, é um estilo de vida. Como foi Sun Ra e sua Orquestra, o Parliament-Funkadelic, os Novos Baianos ou a Banda Black Rio”, ressaltam.

Deste modo, o ofício musical e suas questões também são temas pertinentes ao estilo de vida do coletivo que resiste como uma banda grande num tempo em que o culto ao indivíduo é cada vez mais latente.

Aláfia é terreiro e salão e Liturgia Sambasoul nasce da fluidez desse caminho.

quinta-feira, 3 de outubro de 2019

Bia Doxum




Material para Download 


MÚSICA




VÍDEO

Janine Mathias

Release

Como nasce a musica de Janine Mathias

Janine Mathias, brasilense radicada, desde 2009, em Curitiba, desenha, em "Dendê" o retrato da música popular brasileira contemporânea.

Janine Mathias, nascida na periferia do Distrito Federal, tem em seu histórico o Rap como lugar de fala e expressão de seu caminhar. Dendê é o resultado dessa vivencia intensa com a ancestralidade e os ritmos advindos do samba, hip hop e da musica negra em geral. Em suas parcerias Janine Mathias se encontra com Tássia Reis, Rincon Sapiência e tantos outros mestres que guiaram sua musica.

Celebrando a Ancestralidade

Composto por 10  faixas, primeiro álbum solo da cantora tem participação de Rincon Sapiência e integra canções de Leandro Lehart, Martinho da Vila, Tássia Reis e Val Andrade, além de composições próprias.

Janine Mathias acaba de lançar seu primeiro disco solo, “Dendê”. “Esse trabalho é fruto da minha trajetória. Musicalmente é o que em mim tudo tempera. É o óleo que azeita, fortifica, unta, apazigua e ganha outras formas, usos e significados”, ressalta a cantora. Produzido por Eduardo Brechó, do Aláfia, em parceria com Renato Parmi, álbum tem o peso do rap e a leveza melódica do samba, incorporando, entre a roupagem clássica dos arranjos, elementos eletrônicos.

Dendê o Disco

Já na abertura, “Pérola Negra", de Val Andrade, canta a autoestima da mulher negra e representa a questão mais poderosa da ancestralidade. “O objetivo é transformar, para melhor, a vida de quem ouve, nós mulheres negras aprendemos muito depois o valor de nossa existência”.

Em seguida, a faixa-título, “Dendê”, tem participação de Rincon Sapiência, que também assina a letra em parceria com Eduardo Brechó e a própria artista. “Essa coisa de colocar a música em um pedestal, onde o que é popular não entra, sempre me incomodou.  Eu sou uma mulher negra, minha música pulsa o "pancadão" e me importo com o que nasce nas raízes da favela. Pensando em tudo isso, esse single surgiu no estúdio, já no último dia de gravação. Eu estava brincando que, quando tivesse 50 anos, faria um funk. E não é que fiz bem antes disso?", brinca.

Nos quase quatro minutos de "Tanto Faz", Janine aquece o coração e comemora a alegria de ser a primeira a gravar uma música composta por Tássia Reis.

"Na Consolação", feita em parceria com Lucas Trigueiro, surgiu há cinco anos. "Desejei muitas coisas para essa track que tem rap e samba na veia. O final "sambei na avenida / cantei toda essa trilha / na consolação vivo e não sofro" cômpus para Elza Soares", comenta.

Em “Já foi”, a artista presta um tributo ao Tempo, o grande senhor e rei.

Para acordar o mundo lá fora, “Bom Dia” avisa que "cultivar o amor, aliviar a dor / a incerteza não cabe". Ela é uma das produções que fui surpreendida pelo Eduardo e o Parmi.

O samba romântico "Rumores", de autoria da cantora e Eduardo Brechó, fala sobre desilusões e todas as coisas que somente a paixão pode fazer. "Sem avisar, nos sacode, nos faz viajar e enfrentar limites. Acho que amar é viver desejando o melhor sabor de um encontro".

Para mexer com o corpo e a alma, “Semba dos Ancestrais” é uma regravação de Martinho da Vila.

Logo após, “Maracatu do Meu Avô", de Ney Lopes e Leonardo Bruno, é uma homenagem que envolve muita conexão é para a intérprete uma imensidão de bons sentimentos em homenagem ao seu avô.

Com os versos que não pedem licença para continuar, a ousada "Deixa Eu Ir á Luta", do Leandro Lehart, encerra o disco. "Sambamos muito. Agora, vamos bater cabelo na boate com essa Art Popular. Quem é da minha idade sabe, exatamente, o que essa música representa. Eu dedico para minha tia Jô", finaliza.

VIDEOS

sábado, 28 de setembro de 2019

Rádio Mixtura no programa É de Casa do O Zeca Camargo da rede Globo.

Hoje a Rádio Mixtura apareceu no programa É de Casa do O Zeca Camargo da rede Globo.
A matéria foi para apresentar em rede nacional o coworking da Agência Solano Trindade.
A tecnologia do nosso espaço é compartilhado onde temos a cozinha da tia Nice que é servido a alimentação no quintal que tem a estrutura de bambu e teto de caixa de leite e tubo de pasta de dente feito pela Oficina de Bambu e tem essa é outras soluções de obras sustentáveis , sem contar o cenário de grafite que tem pela casa, Onde tem um acervo de obras de artes de artistas da quebrada, Onde tem marcas de roupas e acessórios com as tendências afros,indgenas,nordestinas, urbanas e periféricas, Onde temos um armazém de orgânicos e cerveja Artesanal
Rsrsrsrs muita coisa! né?
Chega mais venha conhecer.
Gratidão ao repórter Manoel Soares a produtora Leticia
CLIQUE AQUI PARA VER MATERIA
https://globoplay.globo.com/v/7958540/programa/

terça-feira, 3 de setembro de 2019

Brasa Bass Sounds​ coletivo feminino de sistema de som na Rádio Mixtura​

Quarta, 4 de SETEMBRO as 20h:30m
🔊Brasa Bass Sounds​ coletivo feminino de sistema de som na Rádio Mixtura​ - Só com vinil​
🎶Seletoras: Evellyn e Walds
vai mandar só as pedradas.toda primeiras quartas do mês
LINK DO EVENTO https://www.facebook.com/events/422282751692084/
📻LINK DA RÁDIO https://www.radiomixtura.com.br
BIG UP!

REALIZAÇÃO
@radiomixtura
APOIO
@elchoqproducoes
@agsolanotrindade
@bocadafortebf
BIG UP!
#brasabasssounds #radiomixtura
#elchoqproducoes
#agsolanotrindade

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Lançamento do videoclipe da música "Testament" de Terra Treme

Hoje vamos celebrar o lançamento do videoclipe da música "Testament" de Terra Treme com participação do congolês Yannick Dellas.

TerraTreme preparou um show fodástico para brindar esse momento.
Para esquentar a noite terá o DJ Taui
Vamos?
INFORMAÇÕES
Quinta feira 29/08/2019 - 21H - R$10
FAUHAUS
R. Faustolo, 983 - Vila Romana / SP




DJ Vivian Marques

FOTOS
RELEASE

DJ Vivian Marques sempre gostou muito de música, sonhava em ser dançarina, mas quando descobriu o hip hop ao invés de tornar-se b-girl optou por ser DJ. Aluna de DJ Kl Jay (Racionais MCs), ela vem mostrando que talento e atitude independem de gênero.

DJ Vivian começou como começam quase todos os pro'ssionais desta área: com equipamento e discos emprestados para tocar nas festinhas do seu bairro. Em 2007 criou, em parceria com Tati Laser e Juju
Denden, o projeto "As Minas Pá" que tinha como intuito in4uenciar mulheres a discotecar, especialmente, dentro do Hip Hop onde a maioria dos DJs são homens. Há poucas mulheres no Hip Hop e o elemento que tem menos representação delas é o DJ.

"Não acho que o fato de ser minoria vá afetar meu trabalho. Estou quebrando barreiras. Incentivando
outras mulheres". Diz Vivian. A inventividade dos sets apresentados por ela vem de uma mistura
harmoniosa de estilos que levanta qualquer festa. Há espaço para Hip Hop clássico e underground, R&B, Soul, Funk’s 70 entre outras vertentes da música negra. O gosto apurado e a boa percepção de pista, desta menina, têm rendido convites para residências e eventos pontuais, e mais, têm conquistado o respeito dos assíduos freqüentadores das baladas.

Discotecagens: Casas Noturnas

Nos últimos tempos ela tocou em diversas casas noturnas – Sintonia ( DJ Club), As Minas Pá(Mini Club), , Welcome to Hip Hop (Hotel Cambridge), Zaire (Akbar), Cassemira Club, Espaço Cultural de São Matheus, Rinha dos Mc's, Festa da Revista Raça (Espaço Santa Clara), Crystal Club, Copan
Black (Sapo ri di Rosi), Club do Hip Hop (Smoove Club), Black Energy (Energy Loung), Pegada Preta (Black Bombom), Audição Cultural (Livraria da Esquina ), Projeto Soul Bossa (Livraria da Esquina), Projeto Soul Brasil (Rua 24 de Maio), DJs de A à Z (Mini Club), Bom Som ( Campinas-SP), Urbanus (São Jose dos Campos), Sarara Criolo (E.C Ponte Preta - CampinasSP), Discopédia (Sarajevo), Festa da Radio UHHD (Livraria da Esquina), Festa da Gangue (Diadema-SP), Show do Kamau ( Studio SP), Racionais Mcs 25 Anos ( Sorocaba-SP), Noite Lab Fantasma (El Club - Goiania- GO), Bom Som ( Capivari - SP, A Kupula ( Limeira-SP), GTA ( Milo Garage), Noite
Marakasi (Tupinikim Bar Santo Andre - SP), Pitch Zero ( Casa de Teatro - Porto Alegre - RS), Samba da Nega ( Paradis Club – Curitiba – PR), Noite Marakasi (Tupinikim bar – Santo André – SP), A Kúpula (Limeira – SP), Malagueto (Centro Cultural Rio Verde – São Paulo – SP), La Mafia ( Capivari – SP), Um Baile Bom (Curitiba – PR), Rael (Cine Joia – SP), Happy Hour do Mirante (Masp – SP), Música Popular Brasileira (Nos Trilhos)Mos Def (Cine Joia – SP),

Eventos Culturais:
Hip Hop DJ 2007 (Studio SP), Casa do Hip Hop (Diadema), Projeto Quintal Camaleão (Carapicuiba-SP), Feira Preta 2007/2008 (público estimado de 10 mil pessoas), 1º Encontro Hip Hop Mulher (Ação Educativa), 2º Encontro de DJs-SP (Centro Cultural Vergueiro), Ação Juventude ( SJC – SP), Presença Feminina (Espaço + Soma), MH2O/ LUB All Stars (SP/ RJ), “Dia da Consciência Negra” - África em Nós (Pça. da Sé ), Evento SP Só para Mulheres (Anhembi SP), Afrontu de Capulana (Salão Divas), CCSP (Hip Hop DJ 2010), Pílula de Cultura - Feira Preta (Casa das Caldeiras), 1º, 2º 3º Mjiba em Ação (CEU), Som na Faixa (Centro Cultural Rio Verde), Projeto Estéticas da Períferia (Galeria Olido), Masterstroke Basquete (Santana de Parnaíba), Pra Rua! (CCJ), Turnê Cores e Valores Racionais Mcs ( Citibank Hall - RJ), Economia Solidaria SP (Vão Livre do Masp), Semana do Hip Hop (BauruSP), Divas do Hip Hop ( 1ª Osasco Cultural), Passa a Bola (Biblioteca Mário
de Andrade), Workshop de DJs (Centro Cultural do Jabaquara), Prêmio Movimentos Criativos 2015 (Auditório do Ibirapuera), Feira Preta 2015(Anhembi), Samba Rock Plural (Casa das Caldeiras), Estéticas da Periferia (CEU Jaçanã), O Som delas (SESC Carmo), Academia Bio Ritmo (Paulista- SP), Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-Americana e Caribenha (Largo do Paissandú -
SP), Mulheres de Palavra (Fábrica de Cultura do Jaçanã) Festa da CUT- Dia dos Trabalhadores (Vale do Anhangabaú), Workshop de Discotecagem (SESC Registro – SP) entre outros.

Projetos:
Além da discotecagem e produções de festa tais como: “Futuro do Hip Hop”, “Todos por Um” e “Nos tempos da Soweto” com parceria de DJ Kl Jay e Tio Fresh no Templo Club. DJ Vivian criou o projeto O Futuro do Hip Hop em 2009 que tem o intuito de inserir na vida de crianças e adolescentes as técnicas de mixagem, scratch e back to back. Para ocupar o tempo dos mais jovens de forma produtiva e oferecer uma opção de hobbie, diversão e ate quem sabe uma profissão. Os Primeiros alunos do projeto foram os 'lhos de amigos que por influência familiar já tinham uma tendência a música, desde 2009 no mês das crianças acontece à festa “O Futuro do Hip Hop” para dar ênfase ao talento dos pequenos, numa tarde de muita música, dança, arte, e diversão.

Projeto este que em 2013 com o Apoio do PROAC se estendeu a um núcleo de Oficinas para cerca de 40 crianças e jovens com os (04) Elementos do Hip Hop (DJ, MC, GRAFFITI, BREAK), além dos Workshop’s itinerantes e Palestras com grandes nomes da Cultura Hip Hop contando sobre suas vivencias, inspirações e trajetórias.

Em 2015 o projeto "O Futuro do Hip Hop foi aprovado novamente pelo edital PROAC para ser desenvolvidos sob os mesmos parametros e metodologia de 2013.

Em 2016 o projeto teve apoio do VAI 2 e realizou Oficinas na Fábrica de Cultura do Jd São Luis e no Social Bom Jesus (Clube da Turma), com Intervenções Culturais em outros quatro ONGs na região Sul de São Paulo.

Juntamente com as DJs Lisa Bueno, Mayra Madjian, Tati Laser e Simmonne, integravam a Crew “Applebum” que além do intuito de agitar as pistas com mixagens, tinha o foco em apresentações das diversas técnicas utilizadas em campeonatos e produções musicais, tais como; (Batidas, Scratches, colagens utilizando MPC, etc.). Já se apresentaram nos campeonatos Jive Club (DMC Brasil 2009) e Hole Club (Batidas 4/4).

No ano de 2010 a crew desenvolveu o projeto “Hip Hop de Salto” que oferece oficinas gratuitas para meninas na escola e - DJs localizada na Galeria Presidente no Centro de São Paulo, com duas turmas formadas e em com a terceira etapa do projeto em andamento. As primeiras turmas tiveram
o apoio do fundo Elas da Espanha e a segunda e terceira etapa do projeto esta sendo apoiada pelo VAI Prefeitura de São Paulo. Acreditando na inclusão social e no conceito de que a música e a cultura são formas de resgates, o projeto oferece oficinas para meninas e mulheres de baixa renda para que esse aprendizado contribua de alguma forma, seja como filosofia de vida ou até mesmo uma profissão.

Desde 2012 é DJ residente da CUFA-SP discotecando durante atividades de recreação infantil desenvolvida pelos jogadores de basquete nas quadras do SESC e outras entidades que incentivem estas iniciativas que envolvem o esporte, a música e a cultura Hip Hop.

Em 2013 idealizou o coletivo ZOOM Mulheres em Evolusom, que tem como intuito dar visibilidade a mulheres empreendedoras do ramos da música, da cultura e da moda.

E desde então foram realizados eventos em locais esporádicos tais como Livraria da Esquina, Morfeus Club e Matilha Cultural e em Setembro de 2016 iniciamos edições semanais às quintas feiras no Bar Brahma Centro.

Em 2015 iniciou atividades de DJ com a CIA de Dança TF STYLE em Workshop e Apresentações de dança na rede SESC na Capital e pelo Estado de São Paulo.

Intercâmbio:
Em 2011 participou do Intercâmbio Cultural "City of Hip Hop" Brasil x Berlim, com uma equipe com profissionais atuantes nos 4 elementos do Hip Hop que participaram de oficinas, workshop's e apresentações em escolas, Ong's, Exposições e Festas na cidade de Berlim - Alemanha.

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

A 4° Feira da Rede São Luís - Parque Arariba

A 4° Feira da Rede São Luís

A Rede Empreendedora São Luis - feito na quebrada é um movimento que promove o empreendedorismo periférico com base na economia criativa e solidaria. Composta por organizações, coletivos e associações, a rede aposta na união de recursos diversificados para estabelecer uma cadeia produtiva justa, socialmente responsável, gerando oportunidades de trabalho e renda para grupos produtivos e coletivos do distrito do jardim São Luiz, Zona Sul de São Paulo.

15h as 16h DJ Vivian Marques
16h as 17h Quebrada de Coco com Coco D'alma
17h as 18h DJ JL Queiróz
18h as 19h Forro da Quebrada com As Kunhãs
19h as 20h DJ Vivian Marques
20h as 21h show TerraTreme
21h as 22h DJ JL Queiroz

Dia: Sábado 31/08/2019 das 10h as 22h
Local: R. Canabarro - Parque Arariba
Ponto de referencia: Praça em frente Adega do Baguinho
♻ Traga seu óleo de fritura usado e troque por um sabão ecológico